Universidad Complutense de Madrid
E-Prints Complutense

Arquivos, documentos e história: o direito a memória

Impacto

Descargas

Último año



Silva, Marilda Santana da (2015) Arquivos, documentos e história: o direito a memória. In Desafíos y oportunidades de las Ciencias de la Información y la Documentación en la era digital: actas del VII Encuentro Ibérico EDICIC 2015 (Madrid, 16 y 17 de noviembre de 2015). Universidad Complutense de Madrid, Madrid. ISBN 978-84-608-3330-7

[img]
Vista previa
PDF
272kB

URL Oficial: http://edicic2015.org.es/



Resumen

Esta comunicação apresenta alguns desdobramentos das minhas pesquisas acadêmicas, desenvolvidas desde de 2011, como membro e pesquisadora do Grupo de Pesquisa intitulado Gênese Documental Arquivística, cadastrado na UFF, e na Plataforma Lattes/CNPq/Grupo de Pesquisa do Brasil, coordenado pela Profa. Dra. Ana Célia Rodrigues. O texto tem como perspectiva analítica inferir sobre o uso de documentos em arquivos públicos no Brasil e suas interfaces com a história e a memória coletiva. A perspectiva teórica deste texto considera a palavra documento, e o uso do mesmo, em sentido mais alargado, ou seja, não apenas como essencial para a escrita da história, ou no sentido de monumento e prova juridical, bem como o seu resignificado ao longo do século XIX no desenvolvimento da arquivologia científica, mas também como artefato da memória coletiva. As mudanças epistemológicas da palavra documento serão brevemente analisadas no século XVIII, com o advento do movimento do Iluminismo, ocorrido no ocidente europeu, e posteriormente no século XIX, com o predomínio da Escola Metódica (Positivista) em voga na Europa. Por fim, há algumas considerações sobre a organização e uso de documentos de instituições privadas e pessoais, de caráter permanente (históricos), que estão sob a custódia de instituições públicas brasileira.

Resumen (otros idiomas)

This communication has as analytical perspective, inferences about the use of documents of Brazilian Public Archives and its interfaces with the History and collective memory. The theoretical perspective of this paper considers the word “Document” as a whole, not just as essential to the writing of History, or in the sense of legal proof, but its significance for the development of Archivology, as part of the collective memory. The epistemological changes the word document are briefly analyzed in the eighteenth century, with the advent of the Enlightenment Movement, occurred in western Europe, and later in the nineteenth century, with the predominance of Methodical School (Positivist) in Europe. Finally, considerations are made about the organization and use of private institutions and private documents, which are in the custody of Brazilian public institutions.

Tipo de documento:Sección de libro
Palabras clave:Arquivo; Brasil; História; Documento; Memória.
Palabras clave (otros idiomas):Archive; Brazil; Document; Memory.
Materias:Ciencias Sociales > Biblioteconomía y Documentación > Documentación
Código ID:34561
Depositado:08 Ene 2016 09:31
Última Modificación:08 Ene 2016 09:31

Descargas en el último año

Sólo personal del repositorio: página de control del artículo